Arquivo

Archive for junho \30\UTC 2011

SÃO RAIMUNDO 2011.

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Amistoso diante o Nacional acontece domingo.

Embalado com as novas contratações, inclusive a nova comissão técnica, o São Raimundo Futebol Clube, realiza neste final de semana, no estádio Manoel Joaquim Porto, o Manecão, um amistoso festivo, com presença do ex-presidente do clube, o jornalista Raimundo Morais.

Em clima de amistoso festivo, devido à presença do ex-presidente do clube e donatário, o jornalista Raimundo Morais, e com as possíveis presenças das novas contratações do São Raimundo Futebol Clube, acontece neste domingo, 03, no estádio Manoel Joaquim Porto, o Manecão, o amistoso que marca a volta do clube aquidabãense aos gramados sergipanos. O Tricolor de Ferro que espera em 2011 títulos e conquistas nas quadras e gramados da nossa região encara o Esporte Clube Nacional, da cidade de Aracaju, do ex-Força Jovem Aquidabã, Felipe Araújo, clube que deve contar com o secretario de esportes do município, Eanes Pereira.

Para Raimundo Morais, ex-São Raimundo, e que atualmente está afastado dos gramados, apenas representa o Timaço da 104, será uma honra vestir novamente a camisa do Tricolor de Ferro.

“Como é de conhecimento de todos, e em uma pequena passagem minha no futebol, devo ao São Raimundo, clube que fundei, e pude com ele conhecer e despontar no meio esportivo como dirigente. Será uma hora, voltar a vestir essa camisa, que tanto tenho carinho e respeito, já que atualmente, apenas atuo como membro do Timaço da 104, equipe esportiva da Aquidabã FM”, diz o comunicador. 

O comunicador ainda explica como funciona atualmente a parte administrativa do São Raimundo Futebol Clube.

“Não é de agora que estou afastado da parte administrativa do clube, o Tricolor de Ferro, é composto por uma direção, que comanda e tem todos os poderes dentro do clube, independente da minha opinião. Por ser o donatário, não significa que o poder está das minhas mãos, não, os dirigentes [Gládiston Pereira, Juarez Felipe, Luiz Paulo e Marta Morais] são os responsáveis pela administração do clube”, explica.

O amistoso que acontece no domingo, 03, um dia após a decisão da Taça Porto da Folha de Futsal, que acontece em Porto da Folha, entre o Força Jovem Aquidabã do técnico Eanes e o Juventus de Porto da Folha, está marcado para se iniciar as 08h00min.

Categorias:Sem categoria

SERGIPANO SÉRIE A-2 2011.

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Segundona começa em Agosto.

Em um Campeonato Sergipano Série A-2, repleto de clubes, e tantas incertezas, a declaração do presidente Carivaldo Souza, “como presidente da federação vamos exigir que os estádios apresentem o mínimo de conforto e segurança, para atletas e torcedores e condições de trabalho para imprensa”, assegura uma competição segura, repleta de emoções e novidades.

O Campeonato Sergipano Série A-2, que define duas vagas para o Campeonato Sergipano 2012, que está marcado para iniciar no dia 20 de Agosto, promete ser bastante concorrido, com clubes fortes e determinado para conquistar uma das duas vagas, que garante o Sergipano 2012.

Com 16 equipes inscritas, Amadense, Sete de Junho, Boquinhense, Boca Junior, Lagarto, Macambira, Cotinguiba e Riachuelo, Propriá, Força Jovem, de Aquidabã, Maruinense, Dorense, Neópolis, Laranjeiras, Gloriense e Canindé, a forma de disputa foi mantida a mesma de 2010, equipes divididas em dois grupos: A e B; as equipes jogam entre si dentro da mesma chave, no sistema de ida e volta e classificam-se as duas melhores equipes de cada grupo, para um turno final; no turno final, as quatro equipes também jogarão  todas entre si, em dois turnos e será campeã, a  que chegar em primeiro lugar. A campeã e a vice-campeã garantem vaga ao Sergipano 2012; cada equipe só pode inscrever até sete atletas com idade superior a 23 anos.

O regulamento ainda exige que a equipe mandante mantenha a presença de uma ambulância equipada, com médico e enfermeiro e os técnicos e preparadores físicos sejam inscritos no Conselho Regional de Educação Fisica  – CREF.

Recentemente, o presidente da Federação Sergipana de Futebol, para garantir a segurança de atletas e torcedores e certifcar às condições de trabalho para imprensa, declarou que serão exigidas dos clubes, condições favoráveis nos estádios, colocando um ponto de incerteza em alguns clubes, que devem correr contra o tempo, para colocar o estádio em ordem, antes das vistorias da entidade.

“Como presidente da federação vamos exigir que os estádios apresentem o mínimo de conforto e segurança, para atletas e torcedores e condições de trabalho para imprensa”, declarou Carivaldo Souza. 

No Grupo A da competição que deve movimentar o estado de Sergipe, nesta reta final de temporada 2011 para o futebol sergipano, estão o Amadense, Sete de Junho, Boquinhense, Boca Junior, Lagarto, Macambira, Cotinguiba e Riachuelo. No Grupo B estão Propriá, Força Jovem Aquidabã, Maruinense, Dorense, Neópolis, Laranjeiras, Gloriense e Canindé.

Categorias:Sem categoria

SERGIPANO SÉRIE A-2 2011.

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Luis Pondé indica Eliomar ao Sete de Junho.

Melhor técnico do Sergipano 2011, escolhido pela crônica esportiva, Luis Pondé, é uma das apostas do Sete de Junho para o Sergipano Série A-2 2011, e o treinador que já trabalha visando a competição, indicou o ex-Força Jovem Aquidabã e ex-São Raimundo Futebol Clube, o meia Eliomar, que acertou com o clube interiorano.

Visando não só a conquista do Campeonato Sergipano Série A-2 2011, como uma das duas vagas no Sergipano 2012, o Sete de Junho, que nesta competição entra como favorito a conquista da competição, depois anunciar com o treinador do ano, Luis Pondé e do preparador físico Enovânio Messias, começa o trabalho de montagem do grupo de jogadores, e um deles, já acertado, é o meia Eliomar (foto), que tem passagens no esporte aquidabãense, onde vestiu a camisa do Força Jovem Aquidabã e São Raimundo Futebol Clube, atualmente o atleta defendia o Guarany de Porto da Folha.

Além do meia Eliomar, que foi indicado pelo treinador, o Galo do Rio Real já havia anunciado as contratações dos goleiros Guti e Wesley, dos alas Deivid Coió e Tito; dos zagueiros Romão, Eri, Tiago, Jonas e Wesley (Base), dos volante Neno; e do meia Juan e dos atacantes Nivaldo, Abelha e Lucas.

Segundo informações da diretoria do clube “a comissão técnica e novo elenco deverão se apresentar para o início dos treinamentos após os festejos juninos, o que deverá acontecer na manhã de 05 de julho no Estádio Brejeirão, onde todos passarão por avaliação física e médica”.

Categorias:Sem categoria

SERGIPANO SÉRIE A-2 2011.

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Boca Júnior de olho no título.

Favorito e umas das grandes novidades do Sergipano Série A-2 2011, o Boca Júnior de Estância, intensifica os trabalhos visando a conquista da Segundona.

Independente dos protestos de alguns torcedores estanciano, que não aprova a modificação da sede do Boca Junior, que passa de Cristinápolis para a cidade Jardim (Estância), continua intensificando os trabalhos visando a conquista do Campeonato Sergipano Série A-2. A diretoria do clube que se reuniu para definir a programação de contração do elenco e a formação da comissão técnica, somente tem por certo, atualmente, as contratações do técnico Marcelo Sergipano e do meio campista, Márcio Carioca.

Para Marcelo Bonfim, gerente de futebol do Boca Júnior, o clube vai montar um grupo forte, com o objetivo de se classificar para a série especial do futebol sergipano.

 “Temos uma boa relação com clubes de São Paulo e Rio de Janeiro, fato que viabiliza e muito, a formação da equipe”, ressaltou.

Segundo informações do próprio clube, a diretoria espera ansiosa a confirmação de atletas do Sergipe, que deve ser negociado com os presidentes do Boca Júnior, Gilson Behar e o presidente Rubro, Genisson Silva.

O clube que ainda não começou a treinar, devido à falta de jogadores, tem amistoso confirmado para o dia 16 de julho, diante  o time Sub-23 do Bahia, no estádio Augusto Franco, o Francão, em Estância.

Categorias:Sem categoria

Renato Gaúcho está fora do Grêmio; Cuca é o mais cotado para assumir o cargo.

Blog Bruno Voloch.

A idéia do dirigente é anunciar o quanto antes o nome do substituto.

Cuca, ex-Cruzeiro, é o nome mais cotado e tem a preferência de Odone.

O treinador trabalhou no Grêmio em 2004, ano em que o clube foi rebaixado para a série B. Cuca jogou no Grêmio na década de 80 e tem a admiração dos torcedores.

Caso não aconteça o acordo financeiro com Cuca, o uruguaio Diego Aguirre, vice-campeão da libertadores com o Penarol, surge como segunda opção. 

Adilson Batista e Celso Roth foram nomes especulados, mas Cuca é o mais cotado para ser o novo técnico do Grêmio.

Categorias:Sem categoria

Ceni falha de novo, Botafogo vence o São Paulo e deixa Carpegiani em risco.

Uol Esportes

Bruno Thadeu.

Deu Fogão.

O São Paulo mostrou nesta quarta-feira diante do Botafogo que ainda não se recuperou da goleada sofrida diante do 5 a 0 para o Corinthians. Rogério Ceni foi quem mais sentiu o baque. O goleiro falhou novamente em gol e viu o time do Morumbi perder em casa para o time carioca, 2 a 0, resultado que deixa Carpegiani ameaçado no cargo e que coloca o time do Parque São Jorge na liderança.

O momento do São Paulo é curioso. Mesmo com cinco vitórias seguidas no Brasileirão nos cinco jogos iniciais, recorde em pontos corridos, o clube enfrenta grande instabilidade. A derrota contra o arquirrival no domingo fez ressurgir a desconfiança da torcida perante Carpegiani.

A ausência de Dagoberto, que teve licença paternidade concedida pelo São Paulo, aumentou o volume das críticas vindas da arquibancada.

“Abalou um pouco [goleada contra o Corinthians]. Perder e para o Corinthians pesou. Tivemos vários desfalques”, disse Rivaldo, que entrou na segunda etapa.

São Paulo e Botafogo chegaram desfalcados ao Morumbi. Lucas e Dagoberto, pelo time da casa, e Loco Abreu e Jefferson, pelo lado alvinegro, foram as principais ausências das equipes.

Antes do começo do jogo, a torcida tricolor aplaudia à medida que o narrador do Morumbi anunciava os jogadores titulares do São Paulo. Os aplausos viraram vaias quando Carpegiani teve seu nome anunciado.

Os 20 primeiros minutos de jogo mostraram um São Paulo acuado, se desdobrando para segurar o Botafogo. Ceni aproveitou pausa no jogo para pedir a Carpegiani melhor reposicionamento da zaga.

Sem Lucas e Dagoberto, o São Paulo não se entendia no ataque. O time não trocava passes, tabelas, se aventundo sem qualquer coordenação. Ilsinho voltou a ser lateral após longo período. O Botafogo percebeu isso e explorou o setor. No primeiro lance de perigo do time paulista, Casemiro marcou, mas a arbitragem anulou corretamente o gol, aos 29 min do 1º tempo.

Organizado, o Botafogo chegou ao gol em falha de Rogério Ceni. Elkeson arriscou de longa distância, com o pé esquedo, acertando no canto esquerdo, aos 35 min. A pequena torcida do Botafogo, em coro, ironizou o goleiro tricolor. “Frangueiro!”, gritaram.

“Eu errei. Um a zero para eles”, reconheceu Ceni.

Revoltada, a torcida do São Paulo externou sua insatisfação com Carpegiani ao término da 1ª etapa. “Burro!” e “Rivaldo!” foram os gritos mais ouvidos.

A vantagem do Botafogo ficou maior no começo do segundo tempo. Em cobrança de pênalti, Herrera fez 2 a 0.

Resistente em utilizar Rivaldo, Carpegiani colocou o camisa 10 imediatamente após o São Paulo sofrer o segundo gol.

O Botafogo se resguardou na defesa depois do segundo gol e chamou o São Paulo. Apesar de recuado, era o Botafogo quem ameaçava, explorando o descontrole tricolor e perdendo chances de fazer o terceiro gol.

Os pouco mais de 8 mil torcedores no Morumbi repetiam o coro de burro direcionado a Carpegiani. Já o Botafogo trocou bola de pé em pé ouvindo sua torcida ao fundo gritar “olé”.

Categorias:Sem categoria

Ronaldinho mantém o brilho, e Flamengo vence o América-MG.

Rubro-Negro sai na frente, permite a virada, mas consegue a vitória por 3 a 2 no segundo tempo, chegando ao quinto lugar. Coelho continua no Z-4.

A rotina de empates do Flamengo parece ter sido superada. Na noite desta quarta-feira, o Rubro-Negro sofreu, mas conseguiu derrotar o América-MG por 3 a 2, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Vitória com a marca de Ronaldinho. Autor de dois gols, o Dente, como é chamado pelos companheiros, não foi espetacular o tempo todo. Mas soube decidir. Foi dele o primeiro, de falta, e o terceiro, após ótima jogada de Bottinelli. Deivid também marcou, chegando a quatro gols na competição. Um a menos do que o Gaúcho, que assumiu a artilharia do Campeonato Brasileiro.

O Coelho deu trabalho, conseguiu a virada no primeiro tempo, mas se encolheu demais na segunda etapa e convidou o adversário para jogar no seu campo. A expulsão de Leandro Ferreira, aos 27 da etapa final, também atrapalhou. Alessandro e Anderson marcaram para os mineiros, mas não bastou.

Com o resultado, o Flamengo chega a 13 pontos e assume o quinto lugar na tabela. O América, com cinco, continua em 17º, na zona de rebaixamento, e ainda pode ser ultrapassado pelo Coritiba, que recebe o Ceará nesta quinta-feira.

No sábado, o América-MG enfrenta o Santos, em São Paulo, em jogo adiado da sexta rodada. A partida será às 18h30m, no Pacaembu. O Flamengo volta a jogar na quarta-feira que vem, contra o São Paulo, no Engenhão, às 21h50m.

R10 faz de vez as pazes com a torcida

Ronaldinho não precisa de muito para fazer valer o talento que tem. E sabe disso. Quando quer jogar e se concentra, quase sempre consegue fazer a diferença. Foi assim no início do primeiro tempo. Poucos toques na bola, alguns bons passes e categoria numa cobrança de falta. O zagueiro Gabriel errou feio ao derrubar o Gaúcho tão perto da área. O camisa 10 colocou a bola no canto de Flávio. Na tentativa de se antecipar, o goleiro ficou sem ação e não conseguiu evitar o gol: 1 a 0 com apenas dez minutos. R10 chegou a quatro gols no Brasileirão e nove na temporada, sendo o segundo de falta. Marcara o primeiro na decisão da Taça Guanabara.

Abrir vantagem no placar era algo que o Flamengo não conseguia desde a estreia contra o Avaí. Mantê-la é que foi o problema. Na Arena do Jacaré, o time de Vanderlei Luxemburgo dominou as ações durante meia hora, mas foi pouco efetivo. Com Willians, Luiz Antonio e Renato, o poder de marcação do meio-campo até aumentou – as pancadas também. A defesa voltou a falhar feio na bola parada, assim como no gol sofrido contra o Atlético-MG, sábado passado. Em uma das sucessivas faltas cometidas pelos rubro-negros na intermediária, Amaral levantou, Welinton cabeceou para trás e acertou o travessão de Felipe. Na sobra, Angelim tentou dominar e permitiu que Alessandro aproveitasse o rebote, aos 37.

O gol mexeu com a equipe de Mauro Fernandes, que adiantou a marcação e levou o time a  ficar mais tempo no campo do Fla. Apáticos, os visitantes aceitaram. Ronaldinho sumiu, Thiago Neves não arriscou nada além de um chute fraco de fora da área, e Deivid pouco tocou na bola.

Pelo América, o lateral Gilson foi quem mais tentou nas investidas pela esquerda. Em uma delas, acabou derrubado por Willians no bico da área. Mais uma falta, mais um drama para a zaga rubro-negra. Amaral cruzou na primeira trave, a defesa não cortou outra vez, e o zagueiro Anderson se antecipou para o desvio, aos 45. Virada do Coelho: 2 a 1. A marcação do árbitro Wagner Reway gerou protestos dos rubro-negros. Ronaldinho foi quem mais reclamou antes de seguir para o vestiário, apesar da clara infração de Willians.

No primeiro tempo, foram oito finalizações do América-MG contra apenas quatro do Rubro-Negro. Além disso, o time mineiro alçou cinco bolas na área. O Fla, somente três.

Deivid volta a ser eficiente

Os gritos da torcida rubro-negra por Negueba começaram pouco depois do primeiro gol do América. O garoto voltou do intervalo no lugar de Luiz Antonio, na mesma formação que terminara a partida contra o Galo. Aberto pela direita, ele foi sempre uma boa alternativa e deu velocidade ao time nos contra-ataques. Léo Moura avançou um pouco mais, Ronaldinho arriscou alguns dribles objetivos, Thiago Neves despertou, e Deivid, enfim, começou a se mover para dar opções. Funcionou, aos dez minutos. Thiago Neves dominou na entrada da área, limpou para o chute, mas resolveu dar o passe. Dentro da área, Deivid girou e bateu cruzado: 2 a 2. Na comemoração, ele distribuiu palavrões na direção da arquibancada.

O América se assustou e não manteve o bom ritmo da parte final do primeiro tempo. O time até rondou a área do Flamengo, mas foi previsível e arriscou pouco. Os laterais Gilson e Marcos Rocha e o meia Amaral foram os que mais tentaram. Alessandro e Fábio Junior até batalharam, mas foram raras as chances de concluir. O Coelho ainda perdeu Leandro Ferreira, que fez falta em Willians, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Com o cartão vermelho, os dois treinadores mudaram. Luxa tirou Willians e colocou Bottinelli. Mauro Fernandes tirou Rodriguinho e Fábio Júnior para as entradas de Fabrício e Willian Rocha, respectivamente. Virou jogo de ataque contra a defesa. O técnico do Flamengo percebeu e fez outra troca, colocando Diego Maurício no lugar de Deivid. O Flamengo tinha a bola a maior parte do tempo, ocupava o campo do adversário, mas sem conseguir chegar perto do gol. Os chutes de longa distância de Bottinelli foram boas opções, mas foi Ronaldinho quem decidiu. Aos 39, o argentino recebeu na intermediária, teve tempo de olhar e enxergar R10 livre. O Gaúcho ajeitou e bateu colocado, longe do alcance de Flávio: 3 a 2.

O árbitro deu três minutos de acréscimos, o Flamengo recuou, e o América-MG ainda rondou o gol rubro-negro. Era o efeito colateral da falta de marcadores. Exposto, Welinton era facilmente envolvido. Mas, para sorte da torcida rubro-negra, o tempo era curto.

Categorias:Sem categoria