Arquivo

Archive for fevereiro \29\UTC 2016

EM LUTO!

29 de fevereiro de 2016 2 comentários

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Aos 78 anos, morre Thomaz Aquino Neto, o eterno atacante ‘Cabecinha de Ouro’.

Em luto! O domingo, 28 de fevereiro de 2016, será marcado pelo passamento do eterno atacante ‘Cabecinha de Ouro’. Thomaz Aquino Neto, de 78 anos, faleceu no ‘apagar das luzes’ deste domingo em um hospital aracajuano. Com passagens pelo Cotinguiba, Sergipe, Itabaiana e Confiança, o ex-atleta era uma página da história do futebol sergipano.

img-20160229-wa0024 (1)

O futebol sergipano acaba de perder mais uma parte da sua história. Morreu na noite deste domingo, 28, Thomaz Aquino Neto, o eterno atacante ‘Cabecinha de Ouro’, que brilhou nos gramados sergipanos no fim da década de 50 e durante a era 60. Com passagens memoráveis nas ‘quatro forças’ do estado, o ex-atleta faleceu em um hospital da capital sergipana, por volta das 22 horas.

Thomaz Aquino que apareceu no futebol local defendendo o Cotinguiba em meados de 1957, aos 19 anos, escreveu inicialmente seu nome na história do futebol ao ser contrato pelo Sergipe no início década seguinte. Após, brilhar no Tubarão da Praia, o atacante foi contratado pelo Mais Querido por uma ‘bolada’, onde se tornou a contratação mais cara da história do clube, naquela época.

Faro de gol e de qualidade coletiva, ‘Cabecinha de Ouro’ apelido ganho pelo ex-radialista esportivo Silva Lima, devido à sua facilidade de cabeceamento, que era semelhante a Baltazar, atacante do Corinthians de 1945 a 1957, ainda brilhou nos gramados sergipanos defendendo os rivais colorado, Itabaiana e Confiança, onde encerrou a carreira.

1233870

Thomaz Aquino Neto, de acordo com informações da família, sofria há anos do mal de Alzheimer, doença caracterizada pelo estrago de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pelo extermínio de células cerebrais. O falecimento do ‘Cabecinha de Ouro’, mediante laudo médico, foi fruto de complicações do quadro clínico do ex-atleta.

O eterno atacante do Cotinguiba Esporte Clube, Club Sportivo Sergipe, Associação Olímpica Itabaiana e Associação Desportiva Confiança, foi velado durante toda a madrugada e manhã desta segunda-feira, 29. O enterro do ex-atleta aconteceu nesta tarde de segunda-feira, por volta das 16h30, no cemitério Santa Isabel, na zona norte da capital sergipana.

Saudades

A notícia da morte do eterno ‘Cabecinha de Ouro’ deixou amigos, apaixonados pelo mudo da bola e familiares tristes. Dono de uma capacidade coletiva invejável, recentemente o ex-atleta esteve sendo homenageado pelo Club Sportivo Sergipe. Na oportunidade, o atacante foi registrado por José Maria Marques ao lado de dois nomes da história do clube, o atacante Pedro Costa e o volante Chicão.

Categorias:Sem categoria

CONFIANÇA 2016.

29 de fevereiro de 2016 Deixe um comentário

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Diretoria proletária divulga preços de ingressos para a partida contra o Flamengo com promoções.

Não são todos os dias que o torcedor sergipano pode acompanhar uma partida futebolística de uma grande agremiação nacional. As vésperas do retorno do Flamengo ao estádio Lourival Baptista, quando o Mais Querido do país encara a Associação Desportiva Confiança, pela Copa do Brasil, a diretoria proletária divulgou a tabela de preços para o encontro interestadual.

grande-torcida_confianca

Fim de mistério! A Associação Desportiva Confiança confirmou na tarde desde domingo, 28, os preços dos ingressos à partida que envolve a agremiação proletária e o Clube Regatas Flamengo, pela edição 2016 da Copa do Brasil, na noite da quarta-feira, 16 de março. Com promoção nos valores, arquibancadas custarão R$ 200 e cadeiras R$ 400.

De acordo com a diretoria proletária, os acessos para a arquibancada custarão R$200, no valor inteiro, e R$100 para quem tem o direito à meia-entrada. Os admissões para as cadeiras brancas serão vendidos pelo valor de R$400, e R$200 no valor de meia-entrada. Os torcedores que comprarem o ingresso pelo valor integral receberão outro ingresso promocional. Sócio-torcedores terão descontos e promoções especiais.

O Dragão do Bairro Industrial que será beneficiado com ajudas da Federação Sergipana de Futebol, Governo do Estado, Prefeitura de Aracaju e empresas privadas com a permeância do jogo na capital sergipana, depois de se cogitar venda a outra praça de esportes fora do estado, inicia a venda de ingressos na semana vindoura, nos dias 7, 8 e 9 de março.

Segundo informações da assessoria de comunicação do clube proletário, nos dias 7 e 8 de março inicia a brigada de ingressos aos sócio-torcedores Coração Proletário. Posteriormente, no dia 9, começam as vendas para quem não é sócio-torcedor. As entradas serão entregues e comercializadas apenas na Loja do Dragão, e nas bilheterias da Arena Batistão, das 10h às 19h.

580350_547242321985285_1330774765_n

Preocupados com cambistas, a diretoria do Dragão limita compras. Não-sócios há um limite de dois ingressos por torcedor. Os sócio-torcedores do plano Jr. poderão adquirir 1 ingresso pelo valor de R$50 e é permitido comprar mais uma entrada pelo preço normal. Plano Máster podem retirar os ingressos para as arquibancadas, e têm direito a compra de duas entradas. Já o Premium pode retirar o seu ingresso para cadeira ou arquibancada, e ainda comprar mais três entradas pelo valor convencional.

Seguido a lei, a diretoria da Associação Desportiva Confiança programou também as datas para distribuição dos ingressos aos portadores de necessidades especiais. No estádio Lourival Baptista, das 10h às 19h, dos dias 10 e 11 de março, será liberado a cortesia. A diretoria ressalta que os ingressos somente serão retirados mediante a apresentação da devida credencial.

A partida que acontece com acompanhamento televisivo, e abre a jornada proletária na competição nacional, será acompanhada jornalisticamente e de forma imparcial, completa e dinâmica pela página que tem marca registrada no jornalismo esportivo, Gui@ do Esporte, que também acompanhará a temporada do Estanciano, que inicia na competição diante o Paraná.

Acessos dos flamenguistas

Apesar de a nação rubro-negra ser maioria possivelmente na partida diante o clube sergipano em Sergipe, a diretoria do Confiança designou que os torcedores que comparecerem ao estádio trajados com a camisa do Flamengo, só poderão adentrar no Batistão pela entrada de visitantes, e assistirão à partida dos locais destinados à torcida visitante.

Categorias:Sem categoria

SERGIPANO SÉRIE A-1 2016.

29 de fevereiro de 2016 Deixe um comentário

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Confiança não joga bem, mas goleia. Itabaiana e Sergipe fazem clássico acirrado, porém Tricolor vence.

À tarde-noite deste domingo, 28, foi quente não somente na temperatura como nas quatro linhas. Em encontros válidos pela penúltima rodada da edição 2016 do Campeonato Sergipano, os tidos ‘grandes’ tiveram apresentações adversas e placares diferentes. Na capital o Confiança venceu. Na Serra o Sergipe jogou bem, mas o Itabaiana venceu.

ITABAIANA

A emoção do Campeonato Sergipano Série A-1 não para. Nesta tarde-noite de domingo, 28, três jogos enceraram a 8ª Rodada. Depois de um sábado de resultados curiosos, a jornada dominical cravou vitórias interessantes. Embalado, o Dorense jogou bem, porém falhou e o Confiança goleou pelo escore de 4 tentos a 1. No ‘clássico da paz’, o Itabaiana empurrado com sua massa garantiu o placar mínimo frente o Sergipe.

Em apresentações antagônicas, os times ‘grandes’ se comportaram de formas diferentes. Com público chulo no estádio Batistão, o Confiança pressionado pelos resultados do Nordestão, não conseguiu emplacar um bom futebol, e precisou das falhas e bolas paradas para superar o Dorense, que criou mais. Os zagueiros Lucas e Valdo marcaram no primeiro tempo, e GG com um golaço diminuiu. No apagar das luzes, Leandro Kível e Danilo Bala saíram do banco para marcarem e cravar a goleada.

grande-confdorens2016 (6)

No estádio Etelvino Mendonça, o ‘clássico da paz’ delirou o bom público que prestigiou as duas equipes classificadas. Em páreo acirrado e poucas faltas, o primeiro e segundo tempo foi passivo de erros. Aplausos desenhavam a postura de ambas as agremiações. Entretanto, na única falha do clube Mais Querido do estado no jogo, o Tricolor não desperdiçou.  Aos 36 minutos do segundo tempo, Paulinho Macaíba cravou o escore aos mandantes tricolores.

Por fim, o confronto entre interioranos. Em fases opostas no certame estadual, Boca Júnior e Lagarto se enfrentaram no estádio Augusto Franco. Sem muitas jogadas trabalhadas, o ‘genérico argentino’ e o time da Zona Sul conseguiram furar o bloqueio defensivo um do outro. Aos 16 minutos da primeira etapa, Pirambu abriu o marcador do Lagarto. Entretanto, classificado ao hexagonal o Boca Júnior teve folego de empatar e virar, com Rafael, um tento marcado em cada tempo.

BOCA

Com os resultados da rodada, que teve abertura no tarde do sábado passado com o Estanciano empatando em 1 tento a 1 com o Guarany, e o Amadense amargando em casa a derrota por 1 a 0 da Socorrense, o Confiança se mantém na liderança, agora com 19 pontos. Itabaiana ascendeu a segunda colocação com 16, mesmo número do Boca Júnior. Sergipe caiu à quarta posição, com 14. Dorense e Estanciano classificados somam respectivamente 12 pontos e 11. Amadense e Guarany somam seis, Lagarto e Socorrense somam cinco. Os quatros últimos disputarão o quadrangular da morte.

As partidas da penúltima rodada do certame estadual que aconteceram durante tarde e noite deste fim de semana, foi acompanhada jornalisticamente e de forma imparcial, completa e dinâmica da página que tem marca registrada no jornalismo esportivo, Gui@ do Esporte, que passa acompanhar agora as movimentações das equipes classificadas e contratações a segunda fase da competição.

Imagens – Felipe de Pádua, Igor Matheus e Sergipe Repórter

Categorias:Sem categoria

SERGIPANO SÉRIE A-1 2016.

27 de fevereiro de 2016 Deixe um comentário

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Itabaiana e Sergipe de olho na liderança se enfrentam neste domingo, 28.

À tarde-noite do domingo próximo será marcada por mais uma edição do ‘clássico da paz’, como assim é conhecido o enfrentamento Itabaiana e Sergipe. No estádio Etelvino Mendonça, o Mais Querido e o Tremendão da Serra buscarão a liderança do Campeonato Sergipano Série A-1 2016. Com campanhas similares nesta temporada, agremiações já garantiram a segunda fase da competição.

ori_195ee71ffe355c9d2db2431f579a073a

A história do futebol sergipano se resume em emoções, páreos e boas lembranças. História a parte do contexto futebolístico da nossa terra, o ‘clássico da paz’ promete mais sentimentos nesta tarde-noite do domingo, 28. Agora, no estádio Etelvino Mendonça, Itabaiana e Sergipe se enfrentaram classificados a próxima fase do Campeonato Sergipano 2016, e com uma só determinação: a liderança do certame.

O Mais Querido que ocupa a segunda colocação da tábua de classificação totalizando 14 pontos, dois a menos do líder e rival Confiança, e um a mais que o terceiro colocado o rival Itabaiana, no histórico dos confrontos diante o adversário serrano tem tido bons resultados. Nas últimas 10 partidas, o quadro colorado assinala cinco vitórias contra duas serranas. O número de empates chega a três.

Nestes duelos de 2011 a 2015, o Sergipe assinalou 13 gols, enquanto o Itabaiana balançou as malhas por oito vezes. O clássico que sempre se mostrou acirrado e com futebol acima da média pelos seus representantes, chama a atenção nos jogos passados pelo escores cravados. A única vitória anormal aconteceu em 2014, quando o Mais Querido venceu por 4 a 1. Os placares sempre se restringem a ambos, 1×0 e 2×1.

1456592471132_scrapeenet

Sem baixas nas suas formações, as agremiações que nesta edição contam com comandantes técnicos de experiência nacional e títulos regionais, além dos artilheiros momentaneamente, Beija Flor (Sergipe) e Leonardo (Itabaiana), se enfrentarão pela primeira vez no estádio serrano com o novo nome: Etelvino Mendonça. Depois de 44 anos da sua fundação, um decreto do governador Jackson Barreto, alterou o nome do estádio Presidente Médici – político militarista.

Ansioso ao seu primeiro ‘clássico da paz’, o goleiro colorado Rafael Córdova fala da expectativa. “Um jogo diferente pela tradição que é. Uma motivação a mais, espetáculo normalmente aumenta nas arquibancadas. Mas para nós atletas mais um jogo duro, com grande responsabilidade onde precisamos nos doar ainda mais atrás de um resultado positivo, claro respeitando muito o adversário. Porém, precisamos impor nosso ritmo e correr atrás enquanto houver chances desse 1º  Turno”.

As equipes que validarão o encerramento da 8ª Rodada do Campeonato Sergipano na sua edição 2016 serão acompanhadas jornalisticamente e de forma imparcial, dinâmica e completa pela página que tem marca registrada no jornalismo esportivo, Gui@ do Esporte, que ainda acompanha: Confiança x Dorense; Boca Júnior x Lagarto; Amadense x Socorrense e Estanciano e Guarany de Porto da Folha.

 

Categorias:Sem categoria

COPA DO NORDESTE 2016.

26 de fevereiro de 2016 Deixe um comentário

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Na Arena Fonte Nova, Confiança amarga derrota para o Esporte Clube Bahia.

As coisas não andam bem para o bicampeão sergipano Confiança na Copa do Nordeste 2016. Ancorado no chaveamento C, a agremiação proletária não conseguiu nesta noite de quinta-feira, 25, ‘renascer das cincas’ na competição nordestina e amargou na Arena Fonte Nova, diante o Esporte Clube Bahia o terceiro resultado negativo. Sem postura de time ‘arrumado’, o clube sergipano sofreu a todo tempo.

10320598_980630685352300_6615417110321152929_n

A emoção do futebol esta no gol, e nesta quinta-feira, 25, ela aconteceu em dose dupla. Entretanto, para decepção do torcedor da Associação Desportiva Confiança, a emoção ficou para o Bahia. Pela terceira rodada da edição 2016 da Copa do Nordeste, o clube sergipano que já vinha de dois resultados negativos no certame, amargou o escore de 2 a 0 na Arena Fonte Nova.

A partida que não contou com um público bom, teve um primeiro tempo de ‘mazelas’ técnicas, tanto no lado do Esquadrão quanto no Dragão. Mas, na segunda etapa, o time mandante logo no primeiro minuto mostrou que seria superior em chances de gols. Hernane livre recebeu da direita e marcou o primeiro para os tricolores. Minutos depois, um lance parecido aconteceu e Hernande não desperdiçou: 2 a 0. Apesar, de não atacar ao extremo, o Bahia levou pressão ao gol proletário até o apito final.

Com o resultado noturno, a agremiação sergipana estacionou na lanterna do chaveamento C, com apenas um ponto, e se complicou no sonho de conquista a segunda fase do Nordestão. Já o Tricolor de Aço permanece na liderança isolada, agora com nove pontos, em três jogos realizados. Santa Cruz é o segundo com quatro e Juazeirense com dois é o terceiro.

1456489875006_scrapeenet

O Esquadrão da Boa Terra e o Dragão do Bairro Industrial que disputam paralelamente ao certame nordestino os seus respectivos campeonato estadual, e atuarão no próximo final de semana, se enfrentam novamente pela edição 2016 da Copa do Nordeste na quarta-feira, 2 de março, no estádio Lourival Baptista, pelo início do returno. A partida esta marcada para as 21h45.

A partida que marcava o reencontro de tricolores e proletários no Nordestão depois da goleada histórica em 2002, quando o Bahia venceu o clube sergipano por 10 tentos a 2, foi acompanha jornalisticamente e de forma imparcial, dinâmica e completa pela página que tem marca registrada no jornalismo esportivo, Gui@ do Esporte, que ainda acompanha a trajetória do Estanciano no certame regional.

Chances remotas

A esperança ainda é viva, e chances existem. Entretanto, a derrota para o Bahia coloca o Confiança em situação desagradável na Copa do Nordeste. A agremiação com um ponto apenas conquistado começa a lutar agora pensando na segunda colocação do chaveamento C. O Dragão do Bairro Industrial agora tem três jogos, com mando de dois em casa e um fora.

Imagens – Clay Albuquerque e Edmário Duplat

Categorias:Sem categoria

SERGIPE 2016.

26 de fevereiro de 2016 Deixe um comentário

12626_20120522193307_paulista_santa_cruz

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

Paulista no Sergipe!?

A fase de contratações anda agitada em solo sergipano. Com hexagonal a vista, muitas são as agremiações postulantes ao título do Campeonato Sergipano Série A-1 na ativa por reforços. De olho no caneco estadual e edições nacionais, o Club Sportivo Sergipe procura momentaneamente por um atacante. Com mercado disputado, nomes ganham força na casa colorada.

Érico Júnior, atacante de 22 anos com passagens pelo Sport e Paysandu. Esse talvez seja o nome mais próximo do Club Sportivo Sergipe momentaneamente pelas dicas do diretor de futebol Ramon Barbosa. Entretanto, novos nomes começam a ganhar força no mundão do Siqueira Campos, e um deles é do atacante Paulista, de 27 anos, que defende o Serra Talhada.

O nome que ganhou força nas últimas horas tem participado intensamente na campanha do time interiorano no Campeonato Pernambucano. Na sua longa trajetória futebolística, crava passagens por vários clubes como Pesqueira, Sport, Criciúma, ABC, Santa Cruz, Remo, Tombense, Treze, América-PE e River-PI.

Revelado pelo Porto-PE em 2010, Fábio Francisco Barros da Trindade, o Paulista, coleciona inúmeras curiosidades no futebol. Depois de brilhar no Pernambucano de 2011 foi contratado pelo Sport para a Série B. Na sua estréia, em Campinas fez o gol do rubro negro no empate contra o Guarani. Em 2012 teve passagens no Criciúma e em seguida o ABC, atuando em ambas as agremiações em apenas dois jogos.

Sem confirmação da diretoria colorada, Paulista é um dos nomes recentes cogitados pela imprensa sergipana como possível novidade do Mais Querido. No início da semana, o Gui@ do Esporte divulgou a possibilidade do atacante do CRB-AL, Érico Júnior, de defender as cores do Sergipe, nome que continua forte e esperado com ansiedade pela torcida colorada.

O Mais Querido momentaneamente é o segundo colocado do Campeonato Sergipano. Com dois pontos do líder e rival Confiança, o time já é garantido no hexagonal do certame estadual. O clube do Siqueira Campos retorna aos gramados na tarde-noite domingo próximo, no estádio Etelvino Mendonça, diante a Associação Olímpica Itabaiana, no ‘clássico da paz’.

Categorias:Sem categoria

RECORDAR É VIVER.

26 de fevereiro de 2016 Deixe um comentário

Gui@ do Esporte

Raimundo Morais.

1980, o ano em que o Itabaiana ensinou futebol ao tricampeão brasileiro, Internacional.

Viver os velhos tempos tem sido uma prática constante de gigantes do futebol brasileiro que se encontram adormecidos. Áurea no futebol sergipano, entre a década de 70 e 80, a Associação Olímpica Itabaiana liquidava adversários locais e não se intimidava com ‘bárbaros’ nacionais. Bicampeão sergipano no ano de 1980, o Tremendão iniciou a Taça Ouro daquele ano superando fora de casa o Internacional.

1456409451013_scrapeenet

Eram meados do verão de 1980, o que pareceria impossível para muitos e pouco provável para poucos, tornou fato e histórico. Em pleno o estádio Beira-Rio no sábado, 23 de janeiro, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro de 1980 (Taça de Ouro), o Itabaiana superou na raça e na qualidade o tricampeão brasileiro Internacional. Hoje, há 36 anos do episódio, ainda seguem vivas as lembranças daquele dia memorável.

O Itabaiana que dava largada rumo à conquista nacional, não se intimidou do quadro de Falcão e Batista, e tão pouco do tamanho da praça esportiva porta-alegrense. No início do nacional de 80, os colorados dos pampas tiveram que enfrentar a brio de Marcelo, Sílvio, Ademir, Aílton e Amaúte; Gustinho, Geraldo e Evandro Noronha (Santana); Nilson Hora, Damião e Mica e a inteligência do técnico argentino Juan Celly.

Gasperin, João Carlos, Mauro Galvão, André Luiz e Cláudio Mineiro; Batista, Jair e Valdir Lima (Silvinho); Chico Spina, Bira Burro e Mário Sérgio, não esperavam de um ‘pequeno’ tinhoso e cheio de peculiaridades. Sem mais, aos 10 minutos Mica abria o placar aos sergipanos. E demorou a sair o empate, aos 41, Bira Burro igualava. Eis de surgir à garra, e nos meados da segunda etapa Nilson Hora decretava a vitória árdua.

O início avassalante do clube tricolor naquela edição nacional empolgou os acompanhantes e apaixonados pelo futebol sergipano. Com o resultado fantástico diante o gigante colorado, mais de 500 torcedores recepcionaram os atletas no desembarque, no Aeroporto Santa Maria, na capital Aracaju, fazendo grande carreata até a cidade serrana.

De garra a mil, a Associação Olímpica Itabaiana que já tinha escrito na década de 70 seu nome na história do futebol brasileiro com o título da Copa do Nordeste de 71, ganhou as principais páginas dos jornais e roubou os principais espaços dado ao gigante dos pampas, que amarga até hoje o revés em casa diante um adversário teoricamente fraco.

01d718d80bc721a50c94d0c95eb4813a

Jornal de Sergipe de 24 de Janeiro de 1980

Itabaiana ensinou futebol ao tricampeão brasileiro

Uma vitória histórica e de grande expressão para o futebol sergipano foi conquistada ontem à tarde, pelo Itabaiana, em pleno Beira-Rio, quando venceu o Internacional de Falcão e Batista, tricampeão brasileiro, pelo clássico escore de 2 a 1. Deixando esta capital bastante desacreditado e com os pessimistas falando em goleada o Tremendão da Serra a tudo isso respondeu com a humildade do nordestino, marcando um triunfo que não deixou dúvidas, tal a sua cristalinidade.

O Itabaiana jogou como queria o técnico Juan Celly: coeso na sua defesa e meio campo, explorando sabiamente os contra-ataques. Foi assim que chegou a ousadia de abrir a contagem. Escanteio executado por Sílvio, pela direita, com Mica chutando de primeira para surpreender o goleiro adversário, marcando o primeiro gol do teste desta semana. Uma surpresa para o país inteiro, mas era a pura realidade: gol sergipano em pleno Beira-Rio. O Inter reagiu e chegou ao empate por volta dos 41 minutos, com Bira, marcando após uma falha de Amaúte.

Para a etapa final o Internacional, ferido em seus brios, voltou com ordem expressa de massacrar o bicampeão sergipano. Acontece que este, com sua defesa sólida e suas peças bem postadas dentro das quatro linhas, soube muito bem suportar o assédio do time gaúcho. Marcelo continuava fazendo milagrosas defesas, o que era completado pelos outros seus 10 companheiros.

E dentro deste diapasão de jogo, decorriam 24 minutos quando Geraldo José dominou com maestria o balão de couro para em seguida lançar Damião. Este deu um rodopio, lançou Nilson Hora, que chutando enviezado, venceu a perícia do goleiro Gasperin. Estava assegurada a vitória sergipana, ela que estivera ameaçada, devido o ritmo de jogo empregado pelo Inter, mas sem nenhum sucesso, desde quando a defesa do Itabaiana esteve impecável. Foi assim uma vitória conquistada por um time de machos, conforme queria – e aconteceu – o técnico Juan Celly. Para muitos uma surpresa, mas para os sergipanos, uma alegria incontida e que serve de motivação para quem vai ao Batistão hoje à tarde, torcer pelo Sergipe diante do ASA.”

Categorias:Sem categoria